quinta-feira, 16 de abril de 2015

Conto Esposa x Esposa!:)

         Heitor e Bárbara eram frequentadores assíduos dos encontros de motos da cidade. Era o casal mais respeitado. Não só pela habilidade em cima da Halley, mas pela presença marcante de Bárbara, uma morena escultural.
         Figura conhecida da cidade desde adolescente. Liderava gangues que impunham medo. Já surrara até homens. Mas gostava mesmo era de bater em mulheres. Humilhá-las na frente dos seus homens. A sensação de poder, superioridade e dominação sobre outras mulheres era excitante.
           Adorava pisar em suas xotas, dar tapa na bunda, beliscar os seios, torcer o braço, sufocá-las, fazê-las implorar por clemência e admitir suas fraquezas e a superioridade dela.
         Bárbara já não era uma garotinha, tinha 45 anos. Mas exibia ainda um corpo forte, ninguém ousava desafiá-la. Pelo menos até aquele dia
        Ela usava o figurino sexy habitual. Shortinho jeans desfiado bem curto, que realçava suas coxas muito grossas. Botas de cano longo pretas. Casaco de couro preto e por baixo um top branco bem justo, para deixar bem evidente a barriga sarada e os seios fartos
       Heitor fora buscar mais cerveja, quando Bárbara percebeu a chegada de um novo casal, que ela nunca vira antes por ali. Ao contrário dela, a  moça era loira e aparentava ser mais jovem . A altura devia ser a mesma, 1,70.
     A loira parecia também ser um pouco  mais magra, algo em torno de 62 quilos. Bárbara era bem mais forte, 72 quilos.  As diferenças paravam por aí. A loira usava uma roupa bem parecida. Só não estava de top, mas com uma camiseta branca bem justinha.
     Bárbara percebeu quando o homem foi buscar cerveja e a loira caminhou em sua direção, com ar surpreendentemente desafiador.  E foi logo dizendo

= Você é que é a famosa Bárbara?
= Depende.
= Ohoho. Além de decadente também é sonsa
= Como?
= Chega de papo. Ouvi falar muito de você. Pra mim é tudo papo furado.  Soube que você adorava surrar garotas indefesas e...
= Como é, vc está louca?
= Louca não. Uma das que vc surrou, há alguns anos, era minha prima, que nunca bateu numa mosca. Mas agora é diferente. Estou aqui pra dar uma lição que vc estava merecendo há tempos. Vc vai ser humilhada na frente do meu homem, do seu homem, da cidade toda. A casa caiu
= Vc sabe quantas eu já surrei, muito mais fortes do que você? Mais de 40
= Como eu disse, fracotas indefesas. Pois eu, muito mais jovem que você, velhaca, já surrei mais de 50. E outra coisa, se você não estivesse morrendo de medo de apanhar na frente do seu homem, isso já tinha começado.
= Pois vai começar é agora sua insolente...
= Para.. peraí. Vai ser ali no meio. Vamos
   Heitor e o companheiro da loira perceberam tudo. Se olharam, excitadíssimos.  A catfight do século ia começar...  

Heitor e Carlos ficaram excitadíssimos com o catfight que iria ocorrer loira x morena as duas pareciam duas Deusas Amanda a loira era um pouco mais magra mas, com coxas grossas e ombros fortes fazia frente a Barbara que era muito forte também. Cutuquei o Heitor e falei aposto que a minha vence a sua, Heitor retrucou nunca conheço a Barbara e sei que ela ganha de qualquer uma veja como é forte. As duas se insultavam antes de começarem a luta, Amanda dizia seu reinado termina aqui Barbara vou te vencer na frente de seu homem e de todos que aqui estão, Barbara começou a rir já ouvi muito isso e todas ficaram com a cara encostada na terra e esse sorriso de vencedora vai até começar a luta você já era. As duas tinha cabelos longos um pouco abaixo dos ombros ambas eram bem iguais em termos de corpo o que com certeza daria uma luta excepcional.

Bárbara tomou a iniciativa, com um martelo rodado que jogou Amanda contra o capô de um carro. Com muita agilidade acertou um tapa no rosto da loira, que ficou muito vermelho. Heitor quase gozou ao ver a rival da esposa urrar de dor.
Bárbara girou a loira de costas , torcendo seu braço. Foi no ouvido da rival e disse:

= tanta marra pra apanhar tão fácil assim? Já tá com a carinha vermelha e eu não levei um soquinho, fracota!!!

Mas a arrogância costuma custar caro. Amanda deu um forte pisão no pé da adversária, pegando-a de surpresa e fazendo-a afrouxar na torção do braço. 
Também com muita agilidade, Amanda aplicou um golpe de judô, levando a adversária ao chão. Caída, Bárbara levou uma sequência de chutes na boca do estômago.
Tentou colocar-se de pé num salto rápido, mas foi atingida com um forte soco na boca do estômago que a fez cair pra trás. Tentou reagir também com um soco, mas foi escorado. Agora com o outro braço, mas foi também escorada.
 As duas ficaram ali, mãos de uma segurando a da outra, num duelo de forças. Que Amanda venceu após alguns segundos,  fazendo Bárbara ajoelhar, perante a maior força da oponente na pegada.
Heitor não acreditava no que via. Bárbara já surrara até homens e agora estava sendo massacrada por Amanda
Mas o mais incrível ainda estava por vir. Amanda levantou Bárbara sobre a cabeça, com uma força descomunal e atirou a adversária longe, como se ela fosse um boneco de pano. Os dois homens não acreditavam no que viam
Bárbara caiu, gemendo de dor: “Aiiii, puta que pariu”. Foi quando Amanda veio por trás e começou a sufocar Bárbara, prendendo seu rosto no chão, àquela altura já todo sujo de terra. E debochava
= Tá todo mundo vendo a surra que vc está levando. Exatamente como fez com a minha prima. Quer dizer, agora está sendo bem pior. Vc agora levanta e vai pedir penico na frente de todo mundo, na frente do seu homem, admitir minha superioridade, sua perdedora e sumir daqui. Que humilhação...
= Nem morta que vou diz.... AAAAAaaaaaaaaaaaaaaai
A loira torceu o braço de Bárbara com força, para que ela admitisse logo a derrota. Ela ainda tentou um golpe desesperado, jogando a cabeça para trás, para tentar acertar a rival. Mas Amanda desviou
= Patética você. Vamos acabar logo com isso.....  


Amanda dominava a situação os dois maridos excitados disfarçavam o tesão de ver as duas ali nesse catfight delicioso, Amanda ao torcer o braço de Barbara deu brecha para que Barbara a empurrasse e numa tentativa de inverter a situação se jogou sobre ela e ambas começaram a rolar uma sobre a outra, acredito que todos no encontro de motos ficaram boquiabertos de ver duas mulheres lutando daquela maneira mas, Amanda estava numa tarde inspirada e novamente dominou Barbara que não acreditava que Amanda pudesse ser tão forte, ao se separar Amanda pegou Barbara pelos cabelos e com um braço no pescoço fazia Barbara de refém Amanda agora estava por cima e segurava Barbara que tentava se soltar, Amanda dizia se renda eu ganhei de você. Barbara retrucava nunca, mas não conseguia se soltar da chave e do cabelos que estavam presos Amanda aproveitava e insultava sou mais mulher que você desista daqui você não escapa, Barbara tentava rolar ou se soltar não queria perder na frente de seu homem e de todos que assistiam a luta, Amanda chegou bem perto do ouvido de Barbara e disse desiste, ela respondeu baixinho algo que ficou só entre elas e nenhum presente escutou o que elas falaram Barbara concordou em desistir desde que Amanda desse uma revanche que foi atendida e que ficou entre elas, nisso Barbara desistiu sendo socorrida por seu homem e Amanda levou a glória de ter ganho da campeã, Barbara por sua vez veio comprimentar a vencedora e cobrar a revanche que foi atendida.
Ganho de você quando quiser Barbara pode ser só entre nós duas se não quiser perder na frente do seu homem de novo, Barbara retrucou conheço seus truques vamos sim nos enfrentar e pode ser só entre nós, luto com você até sem roupa, Amanda para mim tanto faz ganho de você mesmo nua ou não, ambas piscaram uma para outra pois um novo combate aconteceria.

Fim?

Nenhum comentário :

Postar um comentário