sábado, 25 de julho de 2015

Conto: Porrada na academia!:)...enviado



Isabela uma ruiva de 25 anos treinava fazia dois anos que treinava Muay Thai numa conceituada academia de artes marciais. Isabela era uma garota competitiva, dedicada aos treinos, media 1,70 e pesa 75 kg tanto que procurou a luta para emagrecer.
Com o passar do tempo à academia recebia cada vez mais alunas em busca de um corpo perfeito. É ai que entra nossa segunda garota entra uma jovem de 20 anos chamada Aline com um corpo de 1,75 e 80 kg, Aline entrou na academia com o objetivo de também de emagrecer a base de muito treino.
O mestre um professor dedicado e sempre atencioso com os alunos, observou a dedicação e a qualidade que Aline vinha tendo nos treinos em pouco mais de 4 meses de academia. Isso gerou um ciúme entre as demais alunas inclusive na ruiva Isabela que não tinha toda atenção do mestre mesmo estando na academia há dois anos.
Foi nesse momento que Isabela resolveu destilar seu veneno e provocar a Aline no vestiário da academia no momento que viu que ninguém as observava. Dentro do vestiário Isabela encontra Aline colocando as luvas para a segunda parte do treino e já dispara: Então você é a queridinha do mestre? Já foi até chamada a fazer exame de faixa. Aline sem entender as indiretas da Isabela não responde nada e sai.
Isabela também coloca a luva e vai para o centro da academia. Sem saber das provocações da Isabela com a Aline o mestre coloca as duas para treinar sombra, mas sem se acertarem. Mas ao começarem a trocar cruzados e diretos Isabela diz: Não gosto de fazer sombra eu curto mesmo é algo mais pra valer.  Aline por consequência não entra na provocação de Isabela e apenas responde.
Aline: O mestre pediu só para fazer sombra, não é para se tocar.
Isabela: Você é muito certinha obediente, não vai competir nunca assim.
Aline: Mas eu pretendo emagrecer primeiro para depois eu competir.
Isabela: Há garota para de ser certinha, cai dentro vamos esquentar esse treino. Isabela dispara um soco na barriga da Aline.
Aline assustada diz: Se for para me acertar eu paro de treinar.
Isabela provoca: Ta com medo né? Você me parece até mais forte, é mais alta e ta com medo.
Aline: Não estou com medo de nada, só quero treinar como o mestre mandou.
Isabela: Você é muito bundona, e solta um cruzado na cara da Aline.
Aline por sua vez, não deixou barato e acerta um chute frontal na barriga de Isabela, as duas já se agarram num clinch e trocam joelhadas, o mestre percebendo o que estava acontecendo se para as meninas e diz:
Mestre: Se for para lutarem o ringue está ali, subam lá e resolva essa de forma esportiva suas diferenças.
As meninas obedeceram ao mestre e subiu no ringue, Isabela encarava no fundo dos olhos de Aline com um misto de inveja e raiva. Ambas tinham corpos parecidos, coxas grossas, peitos grandes que quase escapavam pelo top. Aline um pouco mais pesada e alta não intimidava sua adversária. Sem mais demora Isabela foi pra cima da Aline dando socos de várias formas, direto, cruzados, gancho, Aline apenas se defendia mantendo sua guarda levantada e alguns momentos acertava um jab direto.
Todos da academia estavam vidrados com esse combate inesperado promovido por essas duas verdadeiras gladiadoras.
A luta continuava com a Isabela socando por todos os lados, mas num momento de vacilo Aline aproveitando sua envergadura acerta um chute giratório pegando na cabeça da Isabela que fica meio sem equilíbrio, Aline parte para um clinch e acerta uma forte joelhada na barriga de Isabela fazendo ela ir ao chão.
Aline se afasta e fica observando sua adversária, mas para a surpresa de todos Isabela tira as luvas ficando só de bandagem. 
Isabela levanta e chama Aline para uma briga sem regras, Aline prontamente tira as luvas também ficando só com as bandagens e as duas partem para porrada.
Isabela agarra Aline pelo cabelo forçando sua cabeça para baixo e com a outra mão vai socando a cara de Aline.
Aline por sua vez também vai socando a cara de Aline enquanto puxa o cabelo dela, num tranco mais forte Isabela leva Aline para o chão e senta em cima de Aline levando vantagem começa a socar a cara de Aline que tenta se defender.
Aline da uns trancos elevando seu quadril para cima e desequilibrando Isabela.
Numa virada de corpo Aline passa a ficar em cima de Isabela e soca a cara da Aline com força e raiva, também soca os peitos de Aline que faz  gritar de dor.
Isabela desesperada tenta acerta socos na Aline mas pouco efeito da, nesse momento Aline agarra o cabelo da Isabela erguendo sua cabeça e encaixando a cabeça de Isabela entre suas pernas. Nesse instante Aline aplica uma tesoura na Isabela apertando sua cabeça com toda força, suas fortes coxas vão deixando Isabela sem ar e faz ela desistir da luta.
Aline levanta e olha sua adversária no chão, olha para todos na academia, e grita
Aline: Eu desafio qualquer menina para uma luta, essa aqui é prova de que me desafiou e se deu mal. Mas se ela quiser uma revanche eu darei a revanche a ela.


Nenhum comentário :

Postar um comentário