sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Conto Chá e Champanhe!:).....enviado

Chá e Champanhe

Era para ser uma tarde tranquila em que nada faria prever que Alexa e Elma encontrassem Ivone, uma velha conhecida da adolescência que detestavam pelo estilo rafeiro e sempre pronto a atrair as atenções masculinas, apesar de ser mais gordinha.
Alexa e Elma tinham decidido ir tomar um chá num sítio agradável com uma soberba vista para o oceano. O sítio era chique e pouco frequentado, quando a meio da conversa dão conta da chegada de um casal. Ele, de fato de Verão, e cabelo grisalho, e ela de mini saia, sandália de salto e um top de cor branca. Sim, a estatura era de uma trintona mais cheia e pesada, de pernas troncudas, mas que pelo andar mostrava dominar a arte de seduzir um homem, facto que não passou despercebido a Alexa e Elma. Os cabelos louros ondulados a cair pelas costas davam um toque final na figura que parecia nórdica apesar de não muito alta, talvez com 1,65m.
- Vê-me aquela, amiga. Não se viu ao espelho antes de sair de casa. - comentou Alexa.
- Isto vê-se cada vaca - complementou Elma de forma descontraída. Tão descontraído que a distância da mesa onde se sentou o homem grisalho e a loura mais robusta, talvez com 70kg não era tão longa que os impedisse de ouvir a conversa das amigas que prosseguia.
- Mas parece que estou a conhecer...
- Ora, impressão sua.
- É do estilo de cabra, e riram.
Nesse instante, a loura levanta-se e vira-se em direção às amigas que ficam boquiabertas com a familiaridade da cara que as fez às duas abrir os olhos de surpresa.
- Ivone, que bom ver voc?. Não sabia que você hmmm frequentava estes sítios...chiques.
- Oi Alexa. De facto frequento, mas estou a pensar deixar de o fazer, pois não é muito higiénico.
- Já tinha notado pelo seu cheiro, Ivone.
- Penso que deve estar confundindo o cheiro com o de sua amiga Elma.
- Desculpe eu conheço-a? - diz Elma angelicamente, franzindo a testa...
-  Estão a ver meu namorado alemão, lá adiante? Eu disse-lhe que ia dar uma limpeza neste lugar.
E caro leitor, perante um ambiente de vista oceano com requinte, mesas entre jardins e plantas exóticas, Elma e Alexa sentiram que não teriam remédio senão levantarem-se da mesa, estando o chá ainda a meia chávena.
- Você acha que me podem rebaixar que ia ignorar e enfiar a cabeça na areia? De jeito nenhum. Vou esfregar o chão com sua cabeleira.- diz Ivone já em tom de voz alto e ameaçador, mexendo com as pernas por forma a intimidar as duas amigas.
Apesar de não serem novatas na luta feminina, Alexa e Elma sabiam que sozinhas não podiam enfrentar Ivone com os seus 75kg. As duas juntas pesariam cerca de 100 kg!
Em tom baixo, Alexa cochicha para Elma «vamos amiga, as gente as duas consegue deitar a amazonas no tapete, mesmo para o namorado ver que ela não é fera como mostra...
Elma afasta-se da mesa recuando para um dos lados, e Alexa faz o mesmo, enquanto Ivone decide retirar as sandálias de salto, mostrando ser algo pesada pelo som das passadas. As duas amigas livram-se dos sapatos e ficam igualmente descalças, mas saltitam de forma mais solta e com as mãos no ar em forma de combate.
O namorado alemão de Ivone permanecia sentado na sua cadeira a saborear o seu champanhe parecendo adorar cada detalhe da cena.
Alexa é a primeira a investir sobre Ivone, mas rapidamente é agarrada e empurrada para um lado, dando passadas meio desajeitadas, mas ainda assim, evitando um tombo.
Elma vendo a amiga a ser atirada daquela modo finge uma passada para a direita e lança um pontapé no ar, mas certamente sem pretender acertar em Ivone, pois fica bem afastada da poderosa Ivone. Mas eis que enquanto baixa a perna, Ivone avança e agarra-a pela cintura apertando-a com toda a força. Os braços de Elma estavam presos e não tinha forma de conseguir libertar-se. Eis que Alexa volta à cena e puxa os cabelos de Ivone para trás, largando Elma que cai no chão.
- Cabra, vais apanhar agora. Dá-lhe Elma! - dizia Alexa enquanto mantinha bem firme o puxão de cabelos para trás.
Elma ensaia um pontapé na barriga de Ivone, mas quando tenta o segundo movimento já vê Alexa a ser levantada pelo ar por um golpe de judo que faz o seu corpo passar por cima de Ivone caindo com estrondo no chão. O namorado alemão de Ivone ergue as mãos e bate palmas pela beleza do movimento. Ivone prossegue dando dois pontapés em Alexa até que Elma salta por detrás de Elma e coloca um braço a abraçar o pescoço de Ivone sufocando-a. Elma aplica toda a força e ruge com o esforço que faz. Ivone vai dando passos para um lado e outro estando pendurada em suas costas a oponente mais leve que continuando no aperto vai estrangulando Ivone que acaba por cair para a frente de joelhos, lançando-se depois para o chão. Elma quando pensava que tinha a luta ganha abranda um pouco a força. Erro fatal. Ivone prende os seus dedos em torno de um polegar de Elma torcendo-o com ímpeto. E logo depois salta para cima de Elma fazendo uso do seu peso sobre esta e coloca suas mãos no pescoço de Elma sufocando-a.
- Gostas, cabra?- diz com ar de desforra pelo momento sofrido há momentos. Elma não tem reação e desfalece. Ivone sai vencedora e levantando-se olha para o seu namorado alemão que não continha a sua excitação, pois a sua amazonas tinha deixado duas belas mulheres estendidas no chão.
O namorado alemão aproxima-se da vencedora e tira duas fotos para recordar a vitória de sua campeã. A pose foi a mesma. De pé, Ivone ergue os dois braços posicionando o seu pé descalço primeiro em cima de Elma, que mantinha-se adormecida; depois sobre a cara de Alexa que sofreu um último aperto na face para a fotografia.
Os copos de champanhe ficam vazios e de facto o cenário ficou limpo tal como Ivone prometera, com exceção do chá que ficou sem ser bebido até ao fim.

Nenhum comentário :

Postar um comentário