sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Conto: As Garotas de Programa!:).......enviado

As Garotas de Programa

Renata é uma garota de programa de uma cidade do interior de São Paulo. Ela tem seus 1,69 de altura com uns 65 kg bem distribuídos, morena. Pernas bem torneadas e braços fortes. Como ela é de uma cidade do interior pequena a concorrência na “profissão” dela é muito concorrida. Ela é a melhor de todas mais bonita, mais forte. Domina e manda na área os melhores clientes, e mais ricos são sempre só dela.

Até que um certo dia aparece Natalia, no dia apareceu Natalia todos ficaram de queixo caído uma morena muito bonita,  com provavelmente 1,70 de altura, talvez uns 65 kg, lindas pernas com certeza ela não sai da academia pois tem um corpo muito bem malhado. Ela era da Capital, e resolveu mudar para o interior, e chegando lá já foi buscar o seu espaço no mercado. As outras garotas de programa quando viram ela já logo sabiam que até que em fim tinha aparecido alguém para competir com Renata que já dominava o pedaço a muito tempo. Natalia era tipo dominadora já chegou encarando as outras e sem puxar assunto só com o olhar já assustou as outras e nenhuma quis encarar ela não.

Nisso já logo vem chegando Renta toda produzida para mais um dia de trabalho. De longe ela ve Natalia também toda muito produzida e linda. Já percebeu que tinha aparecido uma concorrente a sua altura. Só que como a cidade era pequena Renata sabia que não podia ter concorrente ali, que não daria certo as duas juntas. Que não seria um bom dia e que teria que tomar alguma atitude.

Natalia que estava toda confiante vendo que não tinha concorrente para ela na nova cidade ao avistar Renata já imaginou é essa que vai me dar trabalho aqui. E já começou encarar feio a Renata tentando intimida-la. Mais não deu certo Renata não fico com medo também encarou e já foi chegando perto de Natalia.

-O que você pensa que tá fazendo aqui? Pode ir dando o fora que a área aqui é minha aqui não tem espaço para vc não querida. ( Falou Renata para Natalia ) Ai Natalia Respondeu:

-Você não manda em mim e agora sou eu que vou dominar o pedaço aqui porque você não tá com nada. Eu sou muito mais mulher que você.

Nessa hora as duas já sabia que ia ter que rolar uma disputa entre as duas, e uma olhando bem o corpo da outra já sabiam que não ia ser uma disputa fácil. Mas elas não tinham como fugir iam ter que se encarar para decidir quem ia mandar na área.

Garotas de programa a ferramenta de trabalho mais importante para elas é a xana, e se tivessem com essa ferramenta machucada etc. Ficavam sem ganhar. Então as disputadas delas não eram no tapa a intenção delas era uma machucar e muito a xana uma da outra para deixar a outra completamente incapacitada de trabalhar. Era uma coisa muito cruel faziam uma com a outra mais era assim que era decidido as coisas por ali. Então Renata falou:

-Então vamos logo decidir isso e ver quem é mais mulher das duas. Só que se eu ganhar você vai embora daqui e não volta mais.

-Eu vou aceitar seu desafio mas se eu ganhar é você que vai sumir daqui e deixa tudo os clientes para mim você topa sua Vadia? ( Falou Natalia )

Renata sempre tinha morado e nascido naquela cidade, e dependia muito daquele trabalho e daqueles clientes ela tinha ela não podia nem ir embora e nem ficar sem os clientes. Mas se ela não topa-se o desafio ela ia perder tudo do mesmo jeito. Então topo o desafio, aquele dia nenhuma das duas trabalharia as duas sabia ia ser demorado o desafio.

As outras garotas de programa ficaram contentes pois ficaram com todos os clientes.

As duas se dirigiram para um Motel conhecido da Cidade, e já avisaram que iam alugar um quarto e não era para serem incomodadas.

Elas entram no quarto, Renata foi fechar a porta e quando viro para traz lá já estava Natalia toda Nua em cima da cama, com pernas abertas já esperando a adversária para o combate. Ai que Renata reparou e viu o corpo de Natalia que era muito forte mesmo. As pernas eram muito musculosas. Seios grandes e durinhos. Renata não esperou, e jogo a chave longe no chão e disse:

-Agora é só eu e vc.

E já tirou toda a roupa também e sentou na cama com as pernas abertas tb meio longe de Natalia ai as duas ficaram se encarando e uma admirando o corpo da outra as duas eram muito lindas e tinham corpos muito fortes. A batalha seria muito dura para as duas mas tinha que acontecer.

Então as duas juntas se encontraram no centro da cama sentadas com pernas abertas, e encostaram xana x xana, Se abraçaram forte se ajeitaram bem num encaixe perfeito. Então começaram esfregando bem forte as xanas, uma querendo devorar a outra. Já começaram com tudo com muita força uma querendo mostrar sua força para a outra querendo intimida-la  mas nenhuma das duas conseguia ser superior a outra então ficaram cada vez tentando fazer mais forte tipo que medindo forças. Se abraçaram tão forte que começaram espremer peito contra peito. As duas gostaram da idéia e estavam aproveitando a oportunidade para uma fazer os seios da outra doer muito com isso. Elas se cruzaram os braços nas costas uma da outra e se espremiam com muita força apertando os seios, as duas começaram gritar de dor pois era muito forte mas não paravam. Uma queria judia muito da outra. Ao mesmo tento que se espremiam os seios, as xanas lá em baixo não paravam de duelar. E ficaram assim por algumas horas se judiando muito uma da outra. Até que começaram a ficar fracas e muito doloridas. Dai rolaram em cima da cama e Renata ficou por cima, ela agarrou Natalia bem forte, colo corpo com corpo os seios ainda se tocando. Nessa horas os seios já estavam muito vermelhos e até inchados muito doloridos. Então Renata começou se esfregar forte em cima de Natalia com a intenção de acabar de vez com a xana dela. Natalia por baixo conseguiu liberar suas pernas que não pensou duas vezes e entrelaçou as penas nas constas de Renata e também começo roça forte sua xana contra a de Renata. Era uma disputa muito violenta as duas já estavam exaustas mas não desistiam. De tanto esfregar as xanas com forças ambas acabaram gosando juntas embora tinham prática para segurar mas não aguentaram mais e acabaram cedendo e gosando as duas.

Depois de horas, de desafio exaustas e cansadas, deram uma parada mas não se largaram e ficaram se encarando as duas precisavam vencer, e estavam muito cansadas para se enfrentarem mais. Elas não falavam nada sabiam oque precisavam fazer e sabiam que a outra ainda não estava derrotada.

Por instinto uma não quis deixa a outra descansar. Elas queriam muito uma judiar fazer a outra sofrer. Com pouca força, Natalia se contorce toda e consegue se sentar com pernas abertas e bate com a mão desafiando Renata para se sentar ao lado, as duas sentam uma do lado da outra juntinhas e uma coloca a mão na xana da outra e começam uma masturbar a outra como loucas. Se judiando muito. As duas eram profissionais sabiam oque estavam fazendo. Ficaram muito tempo ali se masturbando mais nenhuma conseguiu fazer a outra gosar. E os seus braços ficaram muito cansados. Então sem força nos braços se pegaram de novo sentadas xana x xana se entrelaçaram as duas, e começaram a roçada com muita força uma queria machucar mesmo a xana da outra. Estavam muito acabadas e cansadas mais eram duas guerreiras, parecia as duas estavam dispostas a se matarem ali de tanto esforço que faziam. Uma estava machucando a outra. Mas a disputa era necessária.

Ficaram por muito tempo sentadas se pegando até que não aguentavam mais fazer os movimentos então caíram as duas deitadas uma do lado da outra, se entrelaçaram as pernas uma com a coxa da perna no meio das pernas da outra. Com isso elas podiam uma espremer a perna da outra no meio das suas coxas. E também conseguiam continuar esfregando as xanas naquela posição fazendo menos esforço físico.  As duas eram muito teimosas,  aquele dia ficaram trancadas ali por umas 18 horas naquele quarto os funcionários do Motel começaram a ficar preocupados mas foram avisados para não interromper então eles não iam fazer isso.

Dai o gerente do Motel resolveu ligar para o quarto e ninguém atendeu. Com medo de algo ter acontecido. Mandou um funcionário ir lá. Bateu na porta e não responderam. Então ele pegou e acabou abrindo a porta e entrou.

Pegou as duas agarradas, entrelaçadas, muito suadas, descabeladas, estavam num estado deplorável, elas não conseguiam falar, estavam muito ofegantes deu para ver as duas estavam vivas, mas nem ligaram para o funcionário do Motel, ele perguntando se estava tudo bem elas não conseguiam falar olhando para ele acenaram com a cabeça fazendo sinal que sim. Renata deu uma sugada no ar e quase sem voz nenhuma falou sai daqui deixa a gente.

Eles já aviam visto muitas coisas no motel mas nada igual isso. Como Renata era conhecida deles ele achou melhor sair e deixa as duas lá. Saiu e tranco a porta de novo.

Elas estavam se matando aos poucos mas nenhuma das duas dava o braço a torcer e elas não iam parar. Quando o funcionário saiu elas perceberam não teriam muito mais tempo logo voltaria de novo para separar elas. Elas começaram de novo a se roçar as xanas mais não dava para se judiarem mais muito assim pois não tinham mais forças e se ficarem assim ia demorar muitas horas ainda. Elas se largaram e meio que se arrastando na cama ficaram uma ao contrário da outra, uma colocando o pescoço entre as pernas da outra. As duas ficaram nessa posição de igualdade. Era o golpe final para decidir. Então as duas uma com o pescoço da outra entre suas pernas uma começou estrangular a outra apertando forte o pescoço da outra entre suas pernas, Renata apertava forte, e Natalia ficando sem ar no desespero começou apertar forte a Renata tb. As duas ficaram sem ar e acabaram desmaiando as duas. Depois de um tempo Natalia acorda e se ve entrelaçada ali com Renata e com o pescoço de Renata ainda entre suas pernas não pensa duas vezes aproveita que Renata está desmaiada e começa espremer o pescoço da indefesa Renata. Que por surpresa acorda desesperada sem ar e por instinto começa espremer o pescoço de novo de Natalia. Nisso a porta se abre era o Gerente percebeu tava tendo uma briga ali e não queria mortes problemas para o Motel, e tento e não conseguiu separar as duas que não se soltavam e estavam igual duas cobras se matando. Chamou ajuda e foi preciso quatro Homens para separar as duas. Que não queriam se largar de Jeito nenhum.

As duas foram para o Hospital da Cidade e ficaram muitos dias sem poder trabalhar pois se machucaram muito. Nenhuma das duas foi embora da Cidade. Quando Renata melhorou, foi no ponto procurar clientes pois estava a muitos dias sem ganhar, estava meio manca mais foi assim mesmo. Quando chegou lá viu que Natalia estava lá também ela não tinha ido embora. O acordo era a perdedora ir embora só que tinha dado empate porque separaram a briga. Por isso elas não queriam ser separadas pois sabiam que se fossem separadas teriam que se machucar de novo em outra briga. Renata encarou bem Natalia, e Natalia não se intimidou e fico encarando tb. As duas precisavam ganhar dinheiro pois estavam a dias sem trabalhar para se recuperar da batalha.

Então cada uma ficou no seu canto. E pela primeira vez Renata teve que dividir seus clientes. Mais isso seria por pouco tempo. Logo elas precisariam se enfrentar novamente. A cidade pequena não dava para ficar as duas ali.

Na próxima vez se enfrentariam num lugar que ninguém pudesse separar elas. Dai sim poderiam resolver a disputa. Ambas sabiam que se pegassem novamente provavelmente uma das duas não irá sair viva de lá. Mas também sabiam que isso não tinha como ser evitado.

FIM....

Nenhum comentário :

Postar um comentário