sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Conto- Underground Catfights: Eva Andressa X Carol Dias!:)

Escrito por RaphaWRE

Underground Catfights: Eva Andressa X Carol Dias



-Boaaaaa nooite Senhooooooras e senhooores! No espetáculo de hoje temos a volta dela! A nossa primeira vencedora, Eeeeeeeeeeeva ANDRESSAAAA - O público gritava eufórico, já tinha visto Eva lutar, sabiam que era boa coisa - A última vez que ela esteve aqui foi para destruir Romy Andrade, agora vamos ver quem será sua oponente de hoje! A gostosíssima CAAAAAAAAAAAAAAAAAAROL DIAAAAS! ´O públicou gritou mais ainda, seria uma luta deliciosa - Será que a novata vai conseguir desbancar sua oponente?

- pfff, Sério mesmo? mandaram uma adversária tão fraca assim? vou te destruir igual eu fiz com a Romy - Esnobava Eva.

- Pena que eu vou te humilhar e massacrar antes né? - Respondeu Carol

Eva vestia um mini short Jeans preto e botas pretas. Na parte de cima, usava um top branco que realçava seus seios e deixava a barriga aparecendo.
 Carol vestia um mini shorts jeans branco e estava descalça. Na parte de cima, usava uma blusinha branca de um ombro só que deixava seu umbigo aparecendo. Era possível ver o contorno perfeito de seus seios e mamilos, dando a perceber que ela não usava sutiã por baixo.

O Gongo soou, a torcida criava expectativa. A maioria aposta que Eva ia esmagar sua oponente.

- Desiste Carolzinha, deixa eu te dar um pin up bem rápido que você vai sofrer menos, eu já tenho experiência, vai ser fácil te destruir. - Eva dizia, irritando sua oponente.

- Cala boca, sua vaca leiteira, eu vi o vídeo da sua luta com a Romy, você foi humilhada a luta inteira e deu sorte no final. Eu vou arrancar toda a sua roupa, destruir seus seios e sua bunda, e depois vou foder essa sua buceta tão forte que vc vai ser humilhada mas vai pedir mais e vai me chamar de dona - Carol respondeu e então partiu para cima da adversária,surpreendendo Eva devido sua velocidade, atingindo a musa fitness em cheio no rosto com seu punho direito, derrubando-a no chão.

Logo em seguida Carol tentou pisar na adversária caída, mas Eva foi rápida e rolou para o lado, mostrando que mesmo levando  o soco em cheio, não havia sido abalada por ele, sua resistência era inacreditável. A guerreira então se levantou e tentou desferir um soco na barriga de Dias, que defendeu facilmente e na sequência acertou 3 jabs no rosto de Eva, fazendo-a recuar alguns passos.

Se a resistência de Eva mostrava uma incrível melhora em comparação com sua luta contra Romy, Carol era claramente mais veloz e não deixava espaço para a adversária atacar.

- Que foi Eva, rápida demais pra você? - Carol brincava, enquanto desviava de mais um soco de Eva e acertava a barriga da adversária com dois socos.

 - (Merda, ela é rápida demais, não consigo acertar, preciso  de um plano) - Mas enquanto estava distraída  em seus pensamentos, Eva foi atingida por um combo de dois socos na barriga, dois cruzados no rosto e um uppercut que a fizeram cair no ringue.

- Hora de te arrebentar - Disse Carol Dias, que então caiu com sua bunda na barriga de Eva, fazendo esta perder o ar, e em seguida montou nela e começou a desferir diversos socos no rosto e nos seios, por cima da roupa mesmo - Acho que eu deveria revelar esses seus peitos que eu to destruindo pra todo mundo né? O pessoal vai amar ver eu massacrando eles!

Eva estava quase nocauteada e não conseguia revidar, tinha certeza que aquele era seu fim, assim como a torcida que gritava eufórica acompanhando a destruição da veterana, quando o gongo soou indicando o fim do primeiro round. Aquelas lutas geralmente não tinham rounds, mas naquela noite teriam, e Eva agradeceu imensamente por isso.

- Mas que pena, ainda não vou poder por esses seus peitões pra fora, mas não se preocupa que no próximo round tem mais - Disse Carol Dias, que então deu um selinho na adversária dominada e saiu de cima dela para ir para seu corner. Carol ficava rebolando em seu canto dando um show particular para o público, Eva foi para o seu se arrastando de quatro no chão e tentando se recompor para o segundo round.

Eva tinha um físico muito melhor e se recompôs bem, e agora sabia que tinha que travar a adversária se quisesse ter alguma chance.

O gongo soou para o segundo Round

- Agora eu vou te deixar nua e fazer você virar minha, sua cadela - Disse Carol Dias, que voou na adversária e começou a dar diversos socos alternados, dos quais Eva só se defendia. Carol estava amando dominar Eva, ficando excitada com a situação, sendo possível perceber o bico de seus seios duros debaixo da blusa.

Foi quando Carol, perdendo a preocupação com a técnica ou com a segurança, deu um chute lateral em Eva, e esta, percebendo que a adversária estava relaxada, aproveitou para rapidamente segurar a perda da adversária com seu braço, tirando seu equilíbrio e a prendendo, e com o outro desferir um poderoso soco no rosto de Carol, derrubando a adversária imediatamente e a deixando tonta. O público foi a loucura, pois já sabiam o que Eva pretendia.

Eva montou em Carol e, sem pestanejar, arrancou a blusa da adversária com apenas uma mão, revelando os fartos seios da oponente, e então começou a beliscar o bico de seus seios e soca-los, arrancando gritos de dor de Carol e gritos de alegria da platéia

- Olha só quem foi que ficou com os peitos a mostra! Você é bem veloz, mas não aguenta um soquinho, não é mesmo, agora eu vou arrancar essa merda desses bicos. Aliás, eles tão bem duros, ta gostando de estar roçando seu corpo no meu? aposto que ta toda molhada também, pode deixar que já vou bater na sua buceta pra vc ficar mais tranquila - provocava Eva

- Isso porque meus peitos ficam excitados quando eu arrebento vadias, peitos grandes são assim, diferente dessas suas duas bolas murchas que você tem, aposto que não aguentam contra os meus. - Carol, em desvantagem, tentava convencer Eva a um titfight. Eva poderia destruir sua adversária na posição que estava, mas queria humilhar a outra provando que seus peitos eram melhores, aceitando o desafio.

- Isso é o que veremos, vagabunda - Então Eva levantou, deixando Carol livre, e tirou seu próprio top, revelando seus seios, que também estavam com o bico duro.

As duas se atracaram e apertaram os seios um contra o outro, com os bicos duelando. Mas a verdade era que os seios de Carol eram maiores e mais fortes que os de Eva, ela havia caído facilmente na provocação e seus seios estavam pagando por isso. Eva gritava de dor e era facilmente subjugada por Carol, que ria da oponente e apertava mais seus corpos, o público via os peitos de Eva serem achatados enquanto os de Carol prevaleciam triunfantes. Mesmo toda a resistência de Eva não havia a preparado para aquilo. Carol soltou Eva, que chorava e massageava os próprios seios arrasados, e então a dominadora percebeu a a resiliência da adversária havia sido minada e ela estava a sua mercê. Carol não teve dúvidas e socou o rosto e os seios de Eva, que não tinha como se defender e apenas recebia todos os golpes, até que a segunda ficasse completamente tonta e caísse sozinha com a cara no chão.

O público estava atônito, Eva Andressa havia sido massacrada, apenas um milagre, assim como contra Romy, poderia salvá-la.

- Ai que tesão que é te massacrar! - Dizia Carol se divertindo com sua vítima - Eles foram demais pra você, né? tudo bem, ninguém aguenta eles - Dizia carol apertando e se vangloriando de seus próprios seios. - Mas ainda temos muito o que fazer! - Carol então retirou seu próprio shorts, ficando apenas com uma calcinha fio dental branca, se agachou e retirou as botas e os shorts de Eva, revelando uma calcinha fio dental azul, e com sua presa virada com a bunda para cima, Carol não teve dúvidas, virou, rebolou para o público e então caiu com sua bunda na bunda da oponente, iria destruir Eva de vez.

O público então não acreditou no que viu, Carol caiu com sua bunda na bunda de Eva, e então saiu gritando de dor com a bunda amassada, enquanto a de Eva continuava perfeita e intacta. A verdade é que apenas os peitos de Carol eram mais fortes, em todo o resto Eva era muito mais forte que a oponente, a única vantagem de Carol era sua velocidade. Era o milagre que Eva precisava.

Eva, vendo a adversária rolando e com a mão em sua própria bunda devido a dor, reuniu tudo que podia e foi até ela, e então puxou a calcinha de Carol para cima, fazendo-a gritar de dor. O público não esperava aquilo e gritou em aprovação,

- Agora eu vou acabar com você, hora de fazer o que tinha prometido. - Eva então arrancou a calcinha da adversária e começou a desferir diversos socos na vagina de Carol, que gritava pedindo para ela parar.

- Eu avisei que eu ia socar essa sua buceta molhada até te destruir, é o seu fim Carol.

- PARA, POR FAVOR, EU DESISTO, PARA - chorava e gritava Carol - PARA COM ISSO, ISSO É MUITO HUMILHANTE, EU VOU ACABAR.... AAAHNN....

- HA HA HA HA, sua buceta não aguenta isso? Sua lixo! que foi? vai gozar? sério mesmo que eu vou te nocautear pela buceta??? - Eva então começou a socar cada vez mais forte, até que Carol foi aos orgasmos e desmaiou. A luta estava decidida. Eva então levantou, cuspiu na cara de Carol, colocou o pé sobre o seio da derrotada e gritou:

- É ISSO MESMO! EU SOU A MAIOR DISSO AQUI, EU SEMPRE VENÇO E VOU CONTINUAR VENCENDO!

O público gritava feliz por sua musa, comemorando aquela vitória, mas torciam para que Carol se recuperasse logo e fizesse outras lutas, a veloz lutadora tinha sido incrível e quase tinha humilhado Eva.

Enquanto isso os organizadores do clube percebiam que estava chegando a hora do grande torneio, e que Eva teria que estar nele.....

FINAL ALTERNATIVO

- Ai que tesão que é te massacrar! - Dizia Carol se divertindo com sua vítima - Eles foram demais pra você, né? tudo bem, ninguém aguenta eles - Dizia carol apertando e se vangloriando de seus próprios seios. - Mas ainda temos muito o que fazer! - Carol então retirou seu próprio shorts, ficando apenas com uma calcinha fio dental branca, se agachou e retirou as botas e os shorts de Eva, revelando uma calcinha fio dental azul, e com sua presa virada com a bunda para cima, Carol não teve dúvidas, virou, rebolou para o público e então caiu com sua bunda na bunda da oponente, iria destruir Eva de vez.

Dito e feito, Carol caiu e destruiu a bunda de Eva com sua bunda, amassando-a e deformando-a, arrancando ainda mais lágrimas dos olhos da derrotada. Era o fim de Eva, Carol havia liquidado a oponente.

- Ai, Evazinha, não é que vc foi humilhada pela novata, que peninha, né? - Disse Carol, colando seu pé na boca da oponente dominada - acho que agora só tenho que terminar o que prometi <3 br="">
- Por favor, Carol, para... eu não posso ser humilhada desse jeito, chega, você já acabou comigo - Eva chorava e suplicava, o público não acreditava

- Ha ha ha - Carol ria com uma cara incrédula - a poderosa Eva Andressa suplicando por misericórdia, eu realmente destruí você, e você poderia ter implorado bem melhor que isso, mas não ia adiantar, você ainda tem que ser minha - Carol então tirou a própria calcinha e também a da adversária, cruzou a perna das duas e começou a roçar

Eva não acreditava no que acontecia, Carol fazia aquilo como ninguém, e mesmo estando completamente arrasada, a musa sentia muito prazer, e queria que sua algoz, a mulher que havia a destruído, continuasse com aquilo

- AAAH, mais, continua, mais rápido por favor - suplicava Eva, gemendo.

-  HA AH AH, EU TE DISSE EVA, EU DISSE QUE VOCÊ IA QUERER MAIS, EU DISSE - Eva então gozou e chegou aos orgasmos. - JÁ ACABOU? EU AINDA NEM TO PERTO DE GOZAR, SUA FRACA! - Carol então levantou e observou seu trabalho bem feito. Era o fim de Eva Andressa, a humilhação estava completa

Com Eva caída no ringue, Carol buscou um microfone e colocou na frente da derrotada:

- Vamos, fala pra todo mundo quem sou, e quem sabe eu não te dou um pouco mais de prazer hoje a noite - Eva estava destruída, com o corpo todo dolorido, humilhada e arrasada, mas só pensava que queria mais prazer daquela mulher:

-VOCÊ É MINHA DONA CAROL, EU SOU UMA FRACA E FUI DESTRUÍDA POR UMA MULHER MUITO SUPERIOR, QUE QUERO QUE CONTINUE FODENDO MINHA BUCETA.

O público não acreditava no que ouvia, mas amava. Carol então pegou Eva pelo cabelo e foi a puxando, enquanto ela andava de quatro como uma cachorrinha, para seu vestiário. Sua vitória havia sido absoluta.

    

4 comentários :

  1. vou mandar uma montagem da vencedora Carol contra a sua velha inimiga ,DANI BOLINA

    ResponderExcluir
  2. Oh god, o conto que sempre esperei por ele! obrigado senhor!
    Obs. Final alternativo foi muito 100%

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw, vou ver se escrevo mais algum em breve. Na real que eu tbm gostei mais do final alternativo que o primeiro ha ha

      Excluir