terça-feira, 16 de agosto de 2016

Conto:Olimpíadas Eróticas! - Parte 1...enviado

Olimpíadas Eróticas! – Medalha de Ouro em Tesoura

Parte 1

Por Lutadora
- EEEEEEEEEEEEEE sejam todas e todos muito bem-vindos ao começo de nossa transmissão das Olimpíadas Eróticas! As delegações entram no estádio debaixo de barulheira enorme. É uma grande emoção, não é mesmo, Kátia? A galera delira!
- É uma grande emoção sim, Teresa, mas não esqueçamos que, debaixo de toda essa festa, há muita competição. São o top das lutas eróticas, categoria masters, de 21 anos para cima! As garotas querem, acima de tudo, deixar umas às outras vencidas, sem forças, no chão! Daí o grande lema dessas Olimpíadas – o das outras é aquela bobagem de o importante é competir. Nas Olimpíadas Eróticas, o lema é “NÃO TENHA PIEDADE DA OUTRA NEM ESPERE PIEDADE DELA!”
- É isso, Kátia! Essa primeira modalidade a se apresentar é muito popular. Podia explicar aos telespectadores? Deus, as lutadoras da modalidade Tesoura se apresentam no ringue. São louras, negras, ruivas, morenas, mas todas gatas! Até minha doce xota molhou um pouquinho!
- Muita gente molha e endurece com essa prova, senhores telespectadores. Pois nessa as lutadoras procuram forçar a outra a gozar. E todas têm de ter cinturas nos trinques e seios belíssimos, pois mulher feia não faz ninguém gozar!
- As cinquenta lutadoras subiram ao ringue. No final, só uma delas restará sem gozar, e ganhará a medalha de ouro!
- As moças procuram cada uma a sua vítima, tentando sacar pelo jeito dela qual será mais fácil de fazer gozar. Baixas, altas, peludas, peladinhas, as garotas se escolhem em pares.
- E nessa modalidade elas já começam a lutar nuas. Assim um momento importante é aquele de tirar os biquínis. Uma é obrigada a ver a outra ficar nua, isso faz parte.
- E é um momento lindo, aqui no estádio, ver as tangas caindo – e começam os duelos! A belíssima representante do Brasil chama a garota da Mongólia para o combate! E a mongoliana tem a coragem ou a tolice de aceitar. A gatíssima carioca afasta suas coxas em sinal de desafio, a outra a abre as pernas também, e as duas rachas se encontram! Não se afastarão enquanto uma delas não cair vencida!
- E a galera faz barulho de ensurdecer incentivando a lutadora brasileira, chamando-a de tesuda, gostosa, e procurando forçar a outra a gozar, com o grito, “Goza, Goza, essa boceta é muito gostosa!”
- E a brasileira se mantém no ataque, em movimento ritmado para cima e para baixo, com força, procurando encostar todo o grelo no da outra!
- A moça da Mongólia resiste como pode, com os movimentos mais suaves, e tenta compensar isso acariciando o bico do peito da brasileira!
- Mas a carioca está irresistível! Continua a esfregar e a mongoliana fechou os olhos e abriu de novo! A brasileira diz que venceu a luta, a outra gozou! O juiz vai ver, e encosta a mão na boceta da mongoliana, diz que essa teve umas contrações, mas não chegou a gozar.
- E  continua a luta! Com gosto de vitória, a morena encosta com raiva a sua boceta na da outra! A galera sente o bom momento e empurra a nossa lutadora. A mongoliana caiu de costas no chão! A brasileira monta em cima, sempre esfregando... E a oriental grita de gozo! Gritou de novo! É a vitória da brasileira! A galera vai à loucura!
- E começa agora outra modalidade das olimpíadas eróticas! Vamos à transmissão! 

Segredos de uma Mulher Casada http://www.livrossensuais.com/index2.html

Nenhum comentário :

Postar um comentário