Chat do Blog

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A batalha das amantes!:) conto enviado.....

 A BATALHA DAS AMANTES

Patricia possuía 35 anos de idade. Morena da pele de jambo era considerada uma das mais desejadas mulheres da cidade.   trabalhava na prefeitura dessa cidade. Fazia os homens suspirarem com seu jeito de mulecona nos altos de seu 1,82 com seus seios medianos; num corpo escultural como os moldes de uma viola e pernas que pareciam levemente torneadas como que esculpidas por um artista. E cabelos ondulados como dunas de um castanho quase que mistico.
No entanto era casada e desconfiava das traições do marido. Num dia sem pretensões descobriu pelo celular do mesmo que este a traia com Daniela loira de 30 anos dona de uma beleza madura e jovial possuía 1,78 era casada e também possuía duas filhas. Ela leu as mensagens carinhosas entre os dois e  em quanto seus olhos lacrimejavam; seu estomago embrulhava de ódio e isso gerou uma discussão entre o marido e sua musa. No entanto friamente; ela ;  calculou o que seria sua vingança. Pra infelicidade de seu marido  a traição seria paga na mesma moeda;  e após alguns meses traiu  o com o marido de Daniela. Revoltada armou um esquema e filmou sua traição e passou as imagens pra um celular;sem ninguém saber. E agora iria atras de Daniela pra um acerto de contas épico.

Era uma manhã cinzenta de sexta feira quando Patricia depois de meses engolindo a frio o que se passava encontrou uma brecha e foi conversar com Daniela . ( Apesar de colegas de serviço sua interação era quase nenhuma limitada a um bom dia):

-       Ola! poderíamos ter uma conversa em particular na hora do almoço.

Daniela; sem entender asseitou. Patricia contava os minutos para  o que daria inicio a maior rivalidade que se tem noticia nesta cidade; a ansiedade transbordava  pelos olhos de Patrícia; como uma predadora em busca de vingança e a presa da vez era Daniela.

Chegada  a hora do almoço a vingadora seguiu com o Plano e foi conversar com a rival:
-       Oi; faz tempo que não conversamos né. Acho que nunca tivemos uma conversa desde que você começou a trabalhar aqui né ?
Daniela respondeu:
-Sim;é que não temos tempo sabe como é corrida nossa rotina.

Em meio aos risos as duas foram se aproximando e a partir daquele dia as duas foram virando “amigas”.Durante uma conversa patrícia resolveu convidar Daniela pra uma noite em seu sitio; uma noite particular. Daniela não sabia que Patricia havia descobrido e bem verdade seu marido nunca contou sobre a traição com a nova “amiga” de sua esposa; e nem o marido de Patricia sabia que a esposa não havia engolido a conversa que passou para enganá-la.

Patricia aproveitou a viagem de negócios de seu marido para deixar suas filhas com sua mãe com o pretexto de ir a uma despedida de solteiro. E Daniela fez o mesmo só que seu marido ficou com as suas filhas e este achava que a mesma fora trabalhar. Uma reunião de negócios.

Numa terça-feira por volta das 16:30 era feriado e as Duas se encontram no sítio. Sem poder se conter mais Patricia de cara passa o filme com a traição para Daniela e sorrindo fala:
-       Sabe por muito tempo venho engolindo o que você e meu marido fizeram; e dei o troco mas  a conta não foi paga.
Daniela revoltada e assustada com um sentimento de indignação responde:
-Como sua vadia! Piranha programou tudo isso pra ficarmos sozinhas ? Pra que...

Interrompendo Daniela; Patricia Berrou :
-       Pra acabar com você! Vou bater em ti vagabunda até não poder mais.
Daniela nem teve tempo de responder pois enquanto gritava Patricia voou em seus cabelos;as duas trocavam puxões violentos de cabelo. Patricia exibia seu corpo exuberante em um belo vestido de festa que exaltava seus seios; Daniela trajava um vestido tomara que caia que destacava suas curvas.

Após os puxões de cabelo e ofensas as duas jogaram seus sapatos uma na outra e partiram para a troca de tapas; enquanto se esbofeteavam jogavam na cara uma da outra o que pensavam e o que sentiam Daniela repeti e gritava:
-Vagabunda ele trepou gostoso comigo por que tu não é de nada.
 Tomando um tapa violento na boca;enquanto Patricia respondia durante a agressão:
-Vou te ensinar putinha quem não é de nada.

Daniela da um soco e erra então da um tapa violento calando Patricia; o ódio estava impresso no olhar das duas que rolavam pelo chão uma tentando arrancar os cabelos da cabeça da outra; Gritando e se destruindo como dois animais selvagens. Agora as duas rolavam e começavam a se xingar.

Patricia:-vadia;vou usar teus cabelos pra varrer minha casa.
Daniela, por baixo e sorrindo:- não se eu acabar com você agora.
Patricia, rolando por baixo:-vagabunda ; me larga.
Daniela por cima:- só quanto acabar com sua cara.

As duas rasgam uma o vestido da outra e seminua Patricia só de calcinha volta a agarrar os cabelos da rival e a arrasta pelo chão a jogando contra a mesa da sala urrando de raiva Daniela se alevanta e tenta socar Patricia que agarra os seus seios e a joga no chão deixando a também só de calcinha.

-Ta gostando de apanha ? ; gritava Patricia enquanto agarrava pela nuca; Daniela e a arrastava pelo chão. Se alevantando Daniela se solta e se joga agarrando a cintura de Patricia derrubando a rival no chão. Caída por baixo a vingadora puxava os cabelos da rival com uma mão e com a outra socava suas costas .A rival por cima também agarrava os cabelos de Patricia e socava sua cara.
-Quem tá apanhando agora ;gritava Daniela.
Chorando Patricia; agora com um olho roxo tirou a rival de cima e subiu suas costas socando os seios da rival;que chorando de dor. A atirou no chão montando em Patricia que se escapou. Deixando sua calcinha com a rival.

Patricia então completamente nua se alevantou e frenética se lançou correndo sobre a amante de seu marido que a esta altura estava completamente nua também. Seus seios tiveram o primeiro choque suas cochas se esfregavam e suas vaginas se digladiaram como legionários em uma batalha sem fim.

Enquanto rolavam e gemiam uma dizia que acabaria com a outra;patricia montou em daniela a sufocava com as mãos e esfregava lenta e violentamente sua vagina na de daniela que a erguia esfregando sua vagina no encontro com a da oponente.
-só isso to pode fazer gemia Daniela
-tu vai perder urrava Patricia de dor.

As duas voltam a rolar e agora Daniela esfregava sua vagina vagarosamente e com suas forças restantes esfregava a rival junto ao chão. Que gozando fazia Daniela rolar ao chão enfraquecida Daniela toma dois socos muito fortes de Patricia  que fecham seu olho esquerdo e sangram seu nariz.

-Ainda não acabou .ja sem forças dizia Daniela
-sem forças já !Patricia respondera dominando sexualmente a rival como um cão feroz.

Longe dali a mãe de Patricia recebe uma ligação contando que ela não foi trabalhar;o marido de Daniela também;o mesmo corre em busca da esposa pela cidade. Enquanto isso a mãe de Patricia liga pra filha que não atende ; preocupada a mesma aciona a policia que depois de horas adentra o sitio onde escuta Daniela implorando pra Patricia parar de a arrastar pelo chão e quando a policia entra na casa presencia as duas musas destruídas no que foi a luta de amantes mais violenta da cidade.

Como resultado Daniela foi de maca pro hospital machucada e ao mesmo tempo sexualmente subjugada;sem ter como se explica e pela apuração dos fatos o marido de Daniela descobre que ela o traia acabou o casamento com ela e ficou com as crianças. Patricia também foi muito machucada
mas em melhores condições que Daniela também se separou do marido e ficou com as crianças,Agora uma com a cabeça erguida e mais livre passeá pela cidade e a outra mal sai pro trabalho da vergonha da derrota. Para uma os dias cinzentos viraram dias de branco e glória;para outra o calor da traição se tornou um pesadelo vermelho;cinza; e roxo como seus olhos.


Um comentário :

  1. Faz um ano que postaram esse deleite das amantes

    ResponderExcluir