sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Conto: Monique Luchese X Lídia Barbieri!:)....enviado


Escrito por RaphaWRE

- É o seguinte garotas, eu sei que nós chamamos as duas para o ensaio e queríamos que o fizessem juntas, mas estamos com problemas financeiros e só podemos pagar uma de vocês. - Dizia o agente do site EhGata para Monique e Lídia. As garotas não acreditavam no que ouviam, estavam ansiosas por esse ensaio. -- Bem, nós não sabemos qual das duas escolher então deixarei que vocês decidam que vai fazer o ensaio, obrigado e me desculpem. Ambas saíram da sala e começaram a discutir sobre quem deveria desistir da proposta.
-Desculpa Lídia, mas acho que você terá que ficar de fora do ensaio. Sabe como é, eu fui a vencedora do Casa Bonita, faz muito mais sentido eu aparecer no ensaio.
-Ta de brincadeira? Vamos resolver isso como mulheres de verdade e de uma forma mais justa. Eu proponho um Catfight! Tenho uma casa com um bom espaço no fundo que podemos fazer isso sem ninguém ver. Eu vou acabar com você.
- O quê? acha que só porque eu sou baixinha eu não posso trocar uns socos e colocar você no seu devido lugar? eu aceito.
No dia seguinte se encontraram na casa de Lídia, o fundo realmente era bem grande tinha muitos tatames no chão para que ambas pudessem lutar. Usavam as roupas que usariam no ensaio para o EhGata. Monique trazia uma bolsa com sí e justificou que tinha umas coisas especiais para Lídia lá. Lídia provocava a oponente:
- Ah, eu vou te surrar de jeito, espero que a sua bucetinha esteja preparada pra apanhar. Espero que você seja masoquista, por que do jeito que vai ser surrada hoje, é melhor começar a gostar.
Monique  apenas ouvia quieta as provocações, estavam irritando ela, mas tentava se controlar. Mas sem perceber, enquanto a provocava, Lídia ia se aproximando, até ficar cara a cara, e então deu um soco fortíssimo no rosto de Monique, que levou a baixinha ao chão. Luchese tentava levantar, ficando de quatro, e recobrar os sentidos, mas sua oponente lhe acertou um poderoso chute na boca do estômago que a fez voar, caindo de lado e perdendo o ar.
- Sua vadia, isso é trapaça - conseguiu dizer enquanto agonizava no chão
-Ah, já vai começar a chorar? Relaxa que eu vou te humilhar muito hoje. - Lídia então levantou a adversária pelos cabelos, lhe deu uma gravata com um dos braços e com o outro deu 3 socos no estômago da adversária e um último certeiro no rosto, derrubando e  deixando Monique semi-consciente e estatelada no chão.
-Ooown vc já caiu? - Lídia dizia sensualmente, enquanto ficava de quatro em cima da oponente - Vamos, acorda, quero bater mais em você - Então começou com uma das mãos a apertar o seio direito da oponente, enquanto a outra entrava na calcinha da menor e passava os dedos devagar em sua fenda, e para completar lambia suavemente o pescoço de Monique. A adversária gemia baixinho, pedindo para ele parar, estava ficando excitada com aquilo
- aah.. aah.. para com isso...
- Quer que eu pare? ta bem, então vou voltar a destruir você - Então com uma das mãos segurou a parte de trás da cabeça de Monique e com a outra deu um soco muito forte, arrancando sangue da boca de sua presa. Então usou as mãos para rasgar a curtíssima blusa da adversária e revelar um sutiã rosa, que foi retirado delicadamente pela até então vencedora da luta, revelando os seios da baixinha.
- Até que seus peitos são bonitinhos, vai ser uma pena massacra-los, mas fazer o que, você poderia ter simplesmente desistido. - Então Lídia começou a socar impiedosamente os seios de Monique, deixando-os com hematomas. Levantou e olhou para a adversária caída, estava dominando a luta por completo, então começou a pisar nos seios castigados de sua oponente para ter certeza de que a faria sofrer.
-Ops, parece que sua bucetinha está com inveja e quer apanhar também - Parou de pisar nos seios de Monique e começou a pisar em sua vagina por cima da calcinha mesmo. Tinha adorado aquilo, dominara a adversária e fora destrutiva em sua vitória, sem chance de reação, humilhação total. Pelo menos era o que pensava.
-Acho que vou ser boazinha com você e deixar você ir embora, acho q eu fui claramente a vencedora, tenta não chorar muito em casa enquanto cuida dessas feridas ta? - Dizia rindo da adversária que estava no chão e virando de costas, indo em direção ao interior da casa. Monique estava furiosa, tinha sido dominada sim, mas apenas pelo golpe covarde da oponente antes delas terem começado a luta, e agora queria devolver a humilhação à adversária. Levantou sem que Lídia percebesse e gritou, correndo em direção a sua adversária que ainda não tinha entrado no imóvel - VOLTA AQUI SUA VADIA, AGORA VOCÊ VAI SE ARREPENDER DISSO - Lídia olhou para trás assustada, mas nem teve tempo de reagir, logo recebeu uma bica no estômago, fazendo-a encurvar. Monique a segurou pelo cabelo e a arrastou até o meio dos tatames - Chega, agora você vai ver quem luta melhor, sua derrotada!. - A baixinha então simplesmente soltou a adversária e assumiu posição de luta, seria justa, não trapaceira como a outra. Lídia enfureceu-se e tentou socar Monique sem técnica nenhuma. Grave erro. A menor escorou o golpe com facilidade e então desferiu um combo inacreditável na adversária, poderia se passar por lutadora de boxe. Dois socos rápidos no rosto. Um cruzado pela direita, deixando a oponente tonta. Mais um soco de esquerda no meio do rosto fazendo a maior cambalear. Dois cruzados seguidos alternados, e então um gancho no estômago fazendo Lídia encurvar sem resistência nenhuma, bastava um sopro para cair. Mas Monique fez mais que um sopro, lhe acertou um uppercut poderosíssimo, fazendo a adversária voar e cair quase que nocauteada no chão. Lídia via estrelas e passarinhos, estava completamente tonta e não se recuperaria tão cedo. Monique queria fazer a adversária pagar pela humilhação. Tinha vencido em uma luta justa em questão de segundos, agora era hora de começar a devolver tudo que sofrera. Abaixou e arrancou o sutiã de sua oponente com raiva. Os grandes seios de Lídia pularam bastante com o movimento. Os seios da adversária eram grandes, Monique viu e pensou que fez bem não a desafiando para um titfight, seria provavelmente derrotada. Montada em Lídia começou a desferir socos alternados em seus seios e rosto, então aproximou o rosto do seio direito da maior e começou a morde-lo com força, deixando uma marca que demoraria alguns dias para sair. A maior urrou de dor. A baixinha levantou e começou a pisar no seio da adversária, assim como tinha sido feito com ela, e logo em seguida na vagina, fazendo Barbieri começar a chorar.
- Você não sabe o prazer que é pisar nessa sua xota arrombada. aff para de chorar sua cadela mimada. - A baixinha então colocou o pé na boca da adversária, calando-a e fazendo Lídia chupar seus dedos. Normalmente essa seria a oportunidade perfeita para Lídia contra atacar, mordendo o pé de Luchese, mas estava completamente tonta e não recuperava os sentidos, só sabia que estava sendo massacrada.
-Acho que está na hora da surpresinha que eu trouxe pra você - Monique então largou a derrotada ali e foi até sua bolsa. Barbieri tentava usar o resto da consciência que lhe restava e ver o que sua oponente pegava, mais lágrimas brotaram em seus rosto. A baixinha buscava uma cinta com pênis falso e prendia em sí. Estava pronta para estuprar sua oponente no melhor estilo strap-on. Colocou a derrotada de quatro e acariciou sua bunda, tirando seu shorts e sua calcinha delicadamente - Sabe Lídia, até que você tem um bundão maravilhoso, olha o formato disso. Você me deixou bem excitada aquela hora, acho que preciso soltar esse.... huuuum tesão - Dizia sensualmente e dando leves gemidinhas propositais. Então, ainda acariciando a bunda de Lídia, começou a penetrar a retaguarda da oponente e bomba-la com força. Lídia chorava, o golpe era muito dolorido e humilhante. Estava acabada, não tinha forças para reagir. Tinha a luta na mão e agora era simplesmente estuprada em sua própria casa. Desmaiou. A menor percebeu e largou a humilhada no chão.
- Mas que sem graça você, eu mal comecei a fuder teu cu.Derrotada no casa bonita e agora aqui. ha ha, fracassada. - Nesse momento o telefone da casa tocou. Entrou e atendeu. Era o agente do EhGata ligando para Lídia para saber se ela queria participar ou deixaria a outra. Monique respondeu que ela e Lídia tinham entrado em acordo e seria ela a participante. O agente se surpreendeu com Monique respondendo na casa de Lídia, mas ele imaginou que ela tinha simplesmente ido a casa de Barbieri, conversado e decidido isso, não suspeitando de nada, e então mandou a menina ir para os sets para o ensaio sensual. Monique pegou algumas roupas no guarda-roupa de sua adversária e deixou um bilhete em que se lia: "Fui para o set fazer o MEU ensaio. Obrigada pela diversão, adooooro massacrar uma vadia, sempre que quiser ser humilhada me ligue. Beijos, sua dona".

2 comentários :